Comunicações do ISER Nº 63

Comunicações do ISEREdição Nº 63

MIR – Memórias, Ações e Perspectivas do Movimento Inter-Religioso do Rio de Janeiro

Nada mais adequado: um volume de registros e perspectivas do Movimento Inter-Religioso do Rio de Janeiro publicado pelo ISER. Pois as afinidades e os compromissos que os unem são fortes e dignos de uma celebração como esta.

É interessante notar que o surgimento do MIR, além de ser um marco no universo do diálogo inter-religioso, levanta reflexões sobre a história do próprio ISER, prestes a completar 40 anos. Como se sabe, o ISER tem sua origem caracterizada pela confluência de pessoas referidas basicamente a três universos: protestantes com vínculos com o ideário ecumênico; católicos, “intelectuais de Igreja”; acadêmicos de instituições universitárias ou congêneres. Reunindo esse pessoal na década de 1970, o ISER ensaiava uma proposta que procuraria, sempre, articular produção de conhecimento e ativismo social.

Na segunda metade da década de 1980, juntamente com o Centro Ecumênico de Documentação e Informação – CEDI e o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs – CONIC, o ISER promoveu o programa Diversidade Religiosa do Brasil, com o objetivo de avaliar o significado e as razões do aparecimento e crescimento de “novos grupos religiosos” e seu impacto para se repensar os contornos e características do campo religioso brasileiro. Os resultados desse esforço preencheram as páginas de três números de Cadernos do ISER (21, 22 e 23, anos 1989 e 1990). Grupos sobre os quais pouco ou nada se sabia até então receberam descrições e comentários por parte de estudiosos.

LEIA NA ÍNTEGRA