Cadernos do ISER Nº 11 – O Papa no Brasil: aspectos sociológicos

João Paulo II viajou pela sociedade brasileira cumprindo um percurso exaustivo e foi acolhido com tanta intensidade que ao partir deixou-nos a todos, de fato, com o sentimento da exaustão.

No que se segue a esse estudo, Arno Vogel analisa como um todo, indagando se pelo significado que nossa imaginação sociológica empresta à figura de um líder religioso que se nos apresenta como alguém que nos visita. Clodovis Boff discute os discursos tendo por quadro de referência implícito as diferenças que marcam o pensamento católico latino-americano. E a equipe que acompanhou o Papa na favela do Vidigal tentou entender sobretudo a maneira como os moradores se mobilizaram para recebê-lo e como interpretaram o que se passou.

LEIA NA ÍNTEGRA