Democracia nas mesas: mande um e-mail agora mesmo pressionando as lideranças do Congresso a defenderem a democracia e a preservação da vida!

Em 1º de fevereiro, Câmara e Senado irão eleger suas mesas diretoras. Precisamos da sua ajuda para que todos os parlamentares votem em candidaturas comprometidas com a autonomia do Congresso Nacional, o respeito à democracia e a preservação da vida.

Unido a mais de 40 organizações da sociedade civil, o ISER apoia a campanha Democracia nas mesas, criada para pressionar as próximas lideranças da Câmara dos Deputados e do Senado Federal a se comprometerem com uma agenda mínima baseada em cinco pontos:

  1. Autonomia do Congresso;
  2. Respeito à Constituição;
  3. Combate à Pandemia;
  4. Combate ao Racismo;
  5. Defesa do Meio Ambiente.

Confira o site e envie seu e-mail!

A campanha

Vivemos a maior crise sanitária, econômica e social de nossa história recente. Por isso, mais do que nunca, a autonomia do parlamento brasileiro e a responsabilidade de nossos representantes eleitos serão imprescindíveis para alterar a rota de retrocessos, desumanidades e desrespeitos à democracia que temos vivido no Brasil.

O resultado da eleição das novas mesas diretoras da Câmara e do Senado impactará diretamente nas possibilidades de resolução da crise atual. Não podemos perder mais nem um segundo sequer em conflitos alheios ao bem-estar social, em políticas que beneficiam interesses retrógrados que condenam o Brasil ao atraso e em ideologias que servem à desunião nacional.

Por isso, precisamos da sua mobilização para que os parlamentares de ambas as casas se atentem e se comprometam com pautas fundamentais ao desenvolvimento social, econômico, democrático e humano de qualquer país no momento de eleger as mesas diretoras do Congresso.

É urgente que sejam priorizados a autonomia do Congresso Nacional, o combate sério e responsável da pandemia da Covid-19 em todo o país, a proteção do meio ambiente e o respeito às liberdades, diversidades e aos direitos expressos na Constituição Federal, o que inclui o combate intransigente ao racismo, à homofobia, à misoginia, à lógica armamentista, entre tantas outras pautas ditas “de costume” que ganharam perigosa força em nosso país nos últimos tempos.

Pressione agora!

 

 

Publicado em: 27/01/2021 - #ISER apoia