Iser realiza, com Anistia Internacional, encontro Justiça de Transição e Comissão Nacional da Verdade

Nos dias 06 e 07 de novembro aconteceu, na sede da Anistia Internacional, um seminário organizado por esta organização em parceria com o Iser para se discutir a atuação da Comissão Nacional da Verdade (CNV) no Brasil e refletir sobre possíveis articulações de aprimoramento deste espaço político.

O evento contou com a presença de pesquisadores de universidades, integrantes de movimentos sociais e de organizações não governamentais, tais como o Instituto Mais Democracia, o Intervozes, o Coletivo Verdade, Memória e Justiça, além de atores que compartilharam experiências internacionais, como Sophia Marcher, que trabalhou na Comissão da Verdade Peruana e Fabiola Heredia, do Arquivo Provincial da Memória de Córdoba.

Desde 2011, o Iser trabalha no monitoramento da Comissão Nacional da Verdade, produzindo um relatório semestral que sistematiza informações sobre o funcionamento da CNV. Tendo como âncora esta experiência, o seminário caminhou no sentido de propiciar o diálogo e compartilhamento de experiências, tendo como perspectiva o fortalecimento da democracia de modo geral e da sociedade civil, em específico.

Foram discutidos temas como: a importância de instrumentos de comunicação como mecanismos de transparência e participação da sociedade; de diretrizes metodológicas para o trabalho eficaz das comissões nacional, estaduais e municipais; a função política do testemunho no processo de reparação; o problema da violência institucional; as  estratégias de responsabilização por violações e processos judiciais; o sentido político e simbólico das políticas de memória;  as reformas institucionais e educacionais fomentadas como recomendáveis ao relatório final da CNV.

Conheça o projeto Verdade, Justiça e Memória

Conheça a Re-Vista Verdade, Justiça e Memória

Acompanhe em breve neste site mais notícias sobre o monitoramento da Comissão Nacional da Verdade.

Publicado em: 14/11/2013 - #Destaques #Notas