Comitê para Prevenção de Homicídios de Adolescentes é lançado no Rio de Janeiro

Foi lançado hoje, no Rio de Janeiro, o Comitê para Prevenção de Homicídios de Adolescentes, uma iniciativa da UNICEF Brasil em parceira com outras 22 instituições, entre elas o ISER.

A partir da experiência do Comitê Cearense de Prevenção de Homicídios na Adolescência, que atua no estado do Ceará desde 2016, o Comitê fluminense pretende integrar ações interinstitucionais pelo direito à vida de cada adolescente no Rio de Janeiro, estimulando a elaboração de políticas públicas de prevenção de homicídios na adolescência.

O Brasil ainda enfrenta um desafio enorme no que diz respeito à garantia de direitos da juventude. Somos o país com o maior número absoluto de homicídios de adolescentes no mundo, com 29 meninos e meninas mortos a cada dia. Só na cidade do Rio, em 2016, 355 meninos e meninas foram assassinados. Em sua grande maioria, esses adolescentes são negros e moradores de favelas e periferias.

O Comitê pretende monitorar os homicídios de adolescentes no Rio de Janeiro, investigando de fato a dinâmica desses assassinatos para elaborar estratégias de prevenção.

Através de pesquisa, integração de dados e diálogo permanente com os jovens impactados pela violência no estado, será possível fazer alianças e estratégias territoriais e combiná-las a incidências legislativas que pautem a prevenção de homicídios no estado.

Como resultado do trabalho, o Comitê – que tem atuação prevista até 2020 – pretende elaborar um plano estadual para prevenção de homicídios na adolescência.

É urgente enfrentar o extermínio da nossa juventude. Estamos perdendo vidas e potências. Enquanto jovens negros estiverem morrendo, estaremos longe da consolidação de uma democracia efetiva no Brasil.

Já passou da hora de nos mobilizarmos pelo direito mais básico de todo e qualquer cidadão brasileiro: o direito à vida.

IMG_6695

O ator e escritor Lázaro Ramos com adolescentes no lançamento do Comitê.