Carvalhos de Justiça

Carvalhos de Justiça tem como objetivo reunir crentes evangélicos para formação em temas de cidadania e defesa de direitos relacionado-os com a Bíblia. Como os evangélicos somam cerca de 40% da população brasileira, e estão entre os mais pobres do país, a formação em temas como direito da infância, saúde pública, preservação ambiental, estado democrático e de direito, combate à violências – sobretudo ao genocídio da população negra. Através desse da formação pretende-se ajudar aos crentes participantes do projeto a replicarem o que aprenderam, e mais do que isso: incidirem em processos de participação popular, em decisões e na proposição de políticas públicas.

Objetivos

O maior enfrentamento do projeto é a onda conservadora e fundamentalista que encontra abrigo nas igrejas evangélicas brasileiras, resultando em posições que – muitas vezes – violam direitos e não respeitam as opções de quem não compartilha a mesma fé. Com o crescimento do número de evangélicos no país, desenvolver modelos que falem de cidadania e direitos humanos para alcançar esse segmento é necessário para pensar um modelo de país que é, por constituição, religioso. Outra questão a ser enfrentada é a liderança evangélica, já que uma parte significativa está comprometida com a bancada evangélica, e usa ostensivamente os meios de comunicação para gerar posicionamentos.

Ações

Criar grupos de evangélicos nos estados em que a Frente em presença, para trabalhar temas através de uma metodologia própria, desenvolvida para esse fim: nos grupos, com encontros sistemáticos, promove-se um processo de formação. Além disso, outra ação é a realização de audiências públicas e populares abordando os temas que a Frente trabalha, para gerar posicionamentos e ampliar a repercussão dos temas para o segmento evangélico.

Locais de incidência

Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Paraíba, Pará, Bahia, Rio Grande do Norte, Espirito Santo

Período

Outubro/2017 a setembro/2018

 Coordenadora

Nilza Valeria Zacarias