Centro de Estudos em Reparação Psíquica

O CERP é um projeto que visa desenvolver e estabelecer mecanismos e práticas para que profissionais do SUS e do SUAS possam lidar com os traumas resultantes da violência de estado. O projeto capacitou aproximadamente 30 profissionais do SUS e do SUAS da região de Acari (Coordenadoria de Atenção Primária 3.3. – Secretaria Municipal de Saúde). Agora, parte destes profissionais implementam grupos com familiares de vítimas de violência de estado, buscando oferecer um apoio de reparação psicossocial em equipamentos públicos das Secretarias Municipais de Assistência Social e de Saúde.

Objetivos

O que motivou a necessidade de criação da proposta do projeto foi uma prévia violência por parte do Estado, atingindo a confiança por parte das populações afetadas, é desejável que sejam disponibilizadas distintas formas de acesso à atenção oferecida, adequando-se os recursos do território, às demandas que forem sendo produzidas. Contudo, como um dos efeitos da violência de Estado é justamente o silenciamento e individualização do dano, sugere-se prioridade para o trabalho grupal. Considerando a função clínico-política da quebra do silenciamento para a reparação e tomando-a como um processo simultaneamente privado/individual e público/coletivo sugerimos que seja adotado o dispositivo clínico-grupal como estratégia clínica para a desindividualização dos danos e intervenção na experiência privada da violência.

Ações

O projeto busca desenvolver, aprofundar e expandir novas metodologias de atenção psicossocial para o enfrentamento dos efeitos da violência de Estado e oferecer treinamento profissional e supervisão para a realização desta espécie de atendimento. A capacitação realizada, é agora direcionada para a realização dos grupos de atendimento. Parte dos alunos participará de forma mais ativa, em papéis de coordenadoresdos grupos. Além disso, os profissionais tem um espaço de formação e acompanhamento proporcionado pela supervisão quinzenal por parte da equipe do CERP.

Locais de incidência

Acari, Costa Barros, Chapadão, Irajá e Guadalupe

Período

Abril/2016 a março/2018

Apoio

Conselho Britânico – Newton Fund

Parceria

Equipe Clínico Política

Coordenadores

Olívia Françozo e João Souza e Silva