PPMA

Elaborado em conjunto com a Secretaria Estadual do Ambiente (SEA), a Associação Estadual de Municípios do Rio de Janeiro (AEMERJ) e com o apoio da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente – ANAMMA e do Conselho de Secretários de Meio Ambiente do Noroeste Fluminense – COSEMA , o projeto Planos Municipais de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica tem como principal objetivo promover, de forma participativa, estratégias de preservação do bioma da Mata Atlântica na região noroeste do estado do Rio de Janeiro.

Durante a primeira etapa do projeto foi realizado um levantamento dos dados relativos às áreas de proteção e de cobertura florestal entre os 15 municípios participantes. Em seguida, foram realizadas oficinas envolvendo gestores públicos, prefeitos e a comunidade local, objetivando a criação de propostas de ação para a construção dos planos municipais de conservação e recuperação da mata atlântica, tendo como referência as diretrizes estabelecidas pelo Plano Nacional para a Mata Atlântica. Após concluídos os Planos serão entregues aos Conselhos Municipais de Meio Ambiente.

O projeto lança uma proposta metodológica inovadora no Brasil ao optar por uma estrutura de desenvolvimento reconhece as características regional  que funciona e servem de polo aglutinador e estimulador de políticas públicas estaduais relacionadas ao meio ambientais para a região. Portanto, os Planos de Preservação e Conservação da Mata Atlântica, apesar de se estabelecerem metas e responsabilidades municipais, buscam privilegiar uma estratégia conjunta de preservação da Mata Atlântica em toda a região noroeste fluminense.

Destaca-se ainda o  fato da sua área de atuação concentrar-se na região mais pobre e uma das mais desmatadas do Estado do Rio de Janeiro, esta escolha não é casual, o que agrega ainda mais desafios à iniciativa.

Responsáveis: Pedro Strozenberg
Apoiadores: Secretaria Estadual do Ambiente (SEA)

Fotos